slider

Recent

Pesquisar no blog

Arquivo do blog

Quem somos?

Bem vindos ao site 100% focado no futsal amador. Fique por dentro de tudo o que acontece no salonismo extra-oficial de São Paulo!

Seguidores

Zona Sul

Zona Sul
Independente/Percilglass fatura a Copa dos Campeões FutLiga

Zona Norte

Zona Norte
Arsenal de Taipas é campeão da Copa Andorinha Hiper Center

Zona Leste

Zona Leste
Independente e Montasa decidem a Copa Zona Livre neste domingo
Menu

Nos pênaltis, Sangue Bom é campeão da Copa Vavá

Com vitória por 2 a 1 nos pênaltis sobre o Butantã da Vila Sabrina, o Sangue Bom da Cidade Líder sagrou-se campeão da 11ª Copa Vavá/Megasports. O tempo normal da decisão terminou empatado em 1 a 1. A final foi realizada no domingo 4 de agosto no ginásio Vavá Sport Center II.

O Butantã começou mais ofensivo e deu trabalho ao goleiro Giva desde o primeiro minuto de jogo. O Sangue Bom não demorou para igualar a posse de bola e também começou incomodar o goleiro Careca.

Aos 7'55, Lukinhas sofre falta de Cazuza que já tinha cartão amarelo e foi expulso ao receber o segundo. Com um a mais em quadra, o Sangue Bom pressionou de todas as formas em busca do gol.

Quando faltava 15 segundos para estourar os 2 minutos, Joãozinho achou Bananinha na marca do pênalti sozinho, ele chutou de bico e a bola passou embaixo de Careca, 1 a 0 Sangue Bom.

Aos 18'40, Ninho cometeu a sexta falta em Zóio e deu ao Butantã a chance do empate. Michael entrou para a cobrança, mas desperdiçou na trave mantendo o placar favorável a equipe da zona leste na primeira etapa.

Na etapa complementar o Butantã voltou com tudo e criou as melhores chances nos primeiros 5 minutos. O Sangue Bom por sua vez se manteve mais na defensiva explorando os contra-ataques.

Quem se deu bem com esse artíficio foi o Butantã. Aos 09'35, Careca interceptou ataque do Sangue Bom, saiu no contra-ataque e tocou para Polegar que chutou de bico empatando a partida, 1 a 1.

Depois do gol, o jogo ficou mais aberto e muito mais emocionante. O Butantã teve a chance de virar, mas Luizão acertou a trave sem goleiro. O Sangue Bom respondeu com uma bela jogada de Lukinhas que Careca defendeu e no rebote ele mesmo acertou a trave também.

O permaneceu equilibrado até o fim da etapa e o placar só não foi mais alterado, graças a um "duplo milagre" de Careca, que defendeu à queima roupas os chutes de Lukinhas e Paulinho, levando a decisão para as penalidades.

Nos pênaltis, Giva defendeu a cobrança de Matheus e Careca a de Joãozinho na primeira série. Na segunda, Michael fez para o Butantã e Espeto também converteu para o Sangue Bom. Na terceira série, Giva defendeu a cobrança de Zóio e Nanu converteu para o Sangue Bom levando a torcida a loucura, 2 a 1 placar final.

Nas premiações individuais, Fernando Careca do Butantã recebeu o troféu de Melhor Goleiro. Para o goleirão, o Butantã pecou nas finalizações: “Mesmo dominando a maior parte do jogo, faltou a gente colocar a bola na rede. Infelizmente saímos perdendo e tivemos que tomar as maiores iniciativas de ataque. Quando vai para os pênaltis não tem herói nem vilão. Futsal é apaixonante por conta disso. Totalmente imprevisível.”

Rodrigo Espeto do Sangue Bom ficou com o troféu de Melhor Jogador da Copa e ficou muito feliz: “No meio de tantos jogadores bons você ser escolhido o melhor é muito gratificante estou muito feliz com essa conquista. O jogo foi digno de uma final, decidido nos detalhes. Nosso time vem há anos em busca dessa conquista, todos sem excessão mereciam esse título, diretoria, jogadores e a torcida que está sempre fazendo uma bonita festa nas arquibancadas.”

O goleiro Giva, herói da equipe da zona leste nos pênaltis, exaltou a raça de sua equipe: “O Sangue Bom está de parabéns pela raça que apresentou nesta final contra uma equipe de alto nível como a do Butantã. Depois de um jogaço no tempo normal, vencemos nos pênaltis e consegui pegar dois. Agradeço primeiramente a DEUS e logo em seguida a todos dirigentes do Sangue Bom, atletas e toda torcida pelo carinho com minha pessoa. Me sinto honrado em vestir este manto.”

Com 8 gols marcados, Jefferson da Silva Araújo do Águia Dourada foi o artilheiro da competição. Além de troféu e medalhas, o campeão também levou R$ 1.000,00 em dinheiro. O vice-campeão levou troféu, medalhas e inscrição isenta na Copa Rei Falcão 2013.

O Sangue Bom do técnico Silvando Rio foi campeão jogando com Giva, Fernando, Lukinhas, Paulinho, Tetê, Gleison, Bananinha, David, Nanu, Espeto, Ninho, Joãozinho, Corvão, Deivid e Bituka.

O Butantã do técnico José Mayco da Silva foi formado com Careca, Filó, Zóio, Abutre, Dezinho, Cazuza, Dú Luzio, Rafael Boi, Peixeiro, Michael, Polegar, Luizão Pivô, Bira, Matheus e Keké.

A arbitragem ficou à cargo de Fernando Cardoso, auxiliado por Carlos César, com Maria Bernadete de anotadora.

A Copa Vavá Sport Center está na sua 11ª edição e é uma das competições mais tradicionais de São Paulo. Esse ano teve início em 9 de junho, com a participação de 16 equipes e a organização foi de Jonas Futsal.

Fotos extras (clique na foto para ampliar):












Associar
Banner

Postar um comentário:

1 comments:

  1. TIVE A HONRA DE ASSITRI ESSE BELO JOGO E PARABENS A BELA EQUIPE DO BUTANTÃ ,MAS MO SANGUE BOM MERECEU ESSA COPA QUE TENTA A TANTO TEMPO....

    ....SANGUE BOM ...

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante. Esse é o espaço para você compartilhar conosco sua opinião. Evite comentários ofensivos.